Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Cavaco defende programa de repovoamento rural

O Presidente da República defendeu há dias que Portugal devia lançar um programa de repovoamento rural, como forma de combate ao despovoamento do país. Aníbal Cavaco Silva disse-o de uma forma clara a uma plateia de personalidades regionais e nacionais que se juntou numa sessão pública em Castelo Branco.
Disse ainda que “aqui as pessoas não desistem das suas terras, acreditam que há futuro e possuem uma energia renovadora que resiste à adversidade, sentem que têm o dever de agir e estão abertas à cooperação”.
Cavaco Silva entenda ser urgente tentar inverter a questão do despovoamento, fundamental para ajudar também o país “no grande desafio da recuperação económica e da criação de empregos, onde temos de ser capazes de fazer melhor do que as previsões apontam”.
Cavaco Silva considera também que a mão do poder autárquico é essencial, criando condições às empresas e favorecendo o empreendedorismo dos jovens. “Mobilizar parcerias, ajudando as empresas a ganhar dimensão e inovar fazendo diferente mas com qualidade e eficiência é o caminho”, disse o Presidente.

 

Gostamos muito. Mas o Sr Presidente podia também ajudar mais um pouco. É que com o grau de desenvolvimento tecnológico que já temos, poderia muito bem tornar as Presidências abertas mais longas e assíduas.

Todos sabemos que atrás do S. Presidente vem um grande número de pessoas no apoio logístico e jornalístico.

Sr Presidente passeie-se pelo país, principalmente pelo interior e assim contribuirá para um Portugal mais equilibrado. Venha a Mirandela que isso contribuirá para o desenvolvimento daquilo que defende.

publicado por opinantes às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

Ideias para termos futuro

Mirandela e o interior só terão futuro se todos contribuirmos para isso.

O futuro passa pelo emprego e o emprego passa em muito também pelo comércio local.

É objectivo desta ideia fidelizar clientes às lojas locais, donde resultará uma maior contribuição para a fixação e o emprego de pessoas.

Partimos do princípio que não há ninguém que não goste de ser brindado com ofertas.

Ideia:

Todas as lojas abertas ao público atribuiriam determinada pontuação pelas compras efectuadas pelos clientes.

Um determinado número de pontos valeria xxx€ que serviriam depois para comprar o que o cliente quisesse em qualquer das lojas aderentes.

 

Isto só faz sentido se aderirem um percentagem significativa de empresários com lojas abertas e a atribuição de pontos nas compras tenha alguma relevância.

A distribuição das cadernetas ou cartões, onde seriam registados os pontos, seria também feita nas lojas.

É apenas uma contribuição.

 

tags:
publicado por opinantes às 01:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 13 de Fevereiro de 2010

As rotundas tipo "Mini", originárias de Mirandela

Mirandela, além de boa imagem que exporta, está agora também a exportar um novo conceito de rotundas.

São agora imagem de marca a duas rotundas, mais recentemente colocadas à disposição dos cidadãos.

São rotundas tipo Mini. Este tipo de rotundas dá permissão a viaturas pesadas de passarem por cima delas.

São uma novidade e passíveis de serem "copiadas". Lembramos a quem as quiser "copiar", que este tipo de rotundas ocupa pouco espaço.

Se habita num apartamento tipo T0, T1 ou T2, este é tipo de rotunda ideal para o seu caso.

Não deixa de ser também interessante o facto de estas rotundas estarem imediatamente a seguir a passagens de nível, sendo que quem nelas entra, poderá ser forçado a parar em cima dos carris ferroviários.

Pelo menos, dá que pensar, onde estaria o projectista com a cabeça quando as idealizou...

Ahh, talvez num projecto privado.....

 

 

sinto-me:
publicado por opinantes às 04:09
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

Incompatibilidade de Júlia Rodrigues

Após alerta de um leitor, fomos investigar e de facto concluímos que Júlia Rodrigues se encontra em violação da Lei no que refere à acumulação, ainda que em regime de não permanência, do cargo dirigente do Centro de Emprego de Mirandela, com o de Vereadora em Regime de Não Permanência na Câmara Municipal de Mirandela. 

 

Transcrevemos a Lei n.º 272004 que no seu artig 16º tem a seguinte redacção.

Artigo 16.º
Exclusividade e acumulação de funções

1 - O exercício de cargos dirigentes é feito em regime de exclusividade.
2 - O regime de exclusividade implica a incompatibilidade do cargo dirigente com quaisquer outras funções, públicas ou privadas, remuneradas ou não.
3 - Exceptuam-se do disposto no número anterior:

a) As actividades exercidas por inerência, bem como as resultantes de representação de departamentos ministeriais ou de serviços públicos;
b) A participação em comissões ou grupos de trabalho, quando criados por resolução ou deliberação do Conselho de Ministros;
c) A participação em conselhos consultivos, comissões de fiscalização ou outros organismos colegiais, quando previstos na lei ou no exercício de fiscalização ou controlo de dinheiros públicos;
d) As actividades de docência no ensino superior, bem como as actividades de investigação, não podendo o horário em tempo parcial ultrapassar o limite a fixar por despacho conjunto dos membros do Governo responsáveis pelas áreas da Administração Pública, da ciência e do ensino superior;
e) A actividade de criação artística e literária, bem como quaisquer outras de que resulte a percepção de remunerações provenientes de direitos de autor;
f) A realização de conferências, palestras, acções de formação de curta duração e outras actividades de idêntica natureza;
g) As actividades ao abrigo do artigo 32.º do Decreto-Lei n.º 73/90, de 6 de Março, do artigo 1.º do Decreto Regulamentar n.º 18/94, de 2 de Agosto, e do Decreto-Lei n.º 206/2003, de 12 de Setembro.

4 - Os dirigentes de nível intermédio podem ainda exercer outras actividades privadas, desde que autorizadas pelo membro do Governo competente e fundamentadas de modo a evidenciar a inexistência de conflitos de interesse, bem como a insusceptibilidade de comprometer ou interferir com a isenção exigida para o exercício do cargo.
5 - A participação dos dirigentes de nível superior em órgãos sociais de pessoas colectivas só é permitida quando se trate de funções não executivas ou em pessoas colectivas sem fins lucrativos, dependendo de autorização prévia do membro do Governo competente e desde que não se mostre susceptível de comprometer ou interferir com a isenção exigida.
6 - Em casos excepcionais, devidamente justificados com base no interesse do serviço, pode haver acumulação de cargos dirigentes do mesmo nível e grau, sem direito a acumulação das remunerações base.
7 - A participação dos dirigentes de nível superior nas situações previstas nas alíneas b) e c) do n.º 3 não pode ser remunerada.

 

E agora que fazemos Dr.ª Júlia??????

 

 

 

 

tags: ,
publicado por opinantes às 22:09
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Todos pela Liberdade

Os opinantes não poderiam ficar indiferentes a este assunto, pelo que aqui divulgamos o manifesto e os primeiros subscritores da petição.

Este assunto é também já referência no  Jornal  Público e no IOnline.

 

 

 

publicado por opinantes às 22:39
link do post | comentar | favorito
Domingo, 7 de Fevereiro de 2010

Júlia Rodrigues a mais comentada

Com dois meses de vida deste espaço, o post de Júlia Rodrigues, é de longe o mais comentado.

Não pretendendo transportar isto para outras situações, a verdade é que esta personalidade de Mirandela, arrebatou a grande maioria dos comentários sejam eles de apoio ou de crítica.

Quererá isto dizer alguma coisa??!! A ver vamos…

  

 

tags: ,
publicado por opinantes às 19:31
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

OE 2010: Bragança é a região que mais perde e Lisboa a menos afectada na distribuição regional do PIDDAC

Segundo a (Lusa) - Bragança é a região que percentualmente mais perde e Lisboa o distrito menos afectado de 2009 para 2010 na distribuição distrital das verbas do Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC).

O distrito de Bragança perde quase cem por cento das verbas inscritas em PIDDAC, passando de 88,6 milhões de euros para agora pouco mais de um milhão.

De acordo com os mapas de programação financeira, todos os distritos e regiões autónomas registam quebras na comparação das tabelas. Só aumentam valores não descriminados, designados como "vários distritos" e regiões-plano, que ainda assim não evitam uma queda total de quase meio milhão de euros.

 

A ser verdade, Valerá a pena ainda sermos portugueses?

Os senhores que decidiram isto não virão à feira de Vinhais?

Não será melhor e necessário tomar outras medidas?

Eles deveriam ser proibidos de vir cá.

Os Srs. Deputados eleitos pela região, devem ficar impedidos de vir a Mirandela se não levantarem a voz contra esta situação.

publicado por opinantes às 20:03
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2010

O PSD e a Lei das finanças regionais

Será que o PSD e a Drª Manuela estão a ver se dão mais dinheiro à Madeira?

Pela conversa do Sr. Ministro das Finanças,  foi isso que se passou na reunião do fim de semana.

Segundo o Sr. Ministro "A alteração da lei das finanças regionais neste momento não será compreendida por ninguém como sendo um sinal de rigor e de contenção da despesa pública», disse, adiantando que «nenhum português compreenderá».

«Num período em que vamos ter de ser exigentes na política salarial com a função pública, os funcionários públicos não perceberão porque é que se vai dar mais umas dezenas de milhões à Madeira nesta conjuntura», insistiu, considerando que também «os mercados internacionais não perceberão».

 

Ò Senhores Deputados eleitos por Bragança, ò Srs. Deputados eleitos pelos distritos do interior, ò meus senhores, não será necessário também investir noutras regiões do País?

Segundo o Estudo INE, sobre poder de compra concelhio, o Norte e principalmente Trás-os-Montes estão no fundo da tabela. O Funchal, que é da região autónoma da Madeira, aparece por exemplo em 10º lugar. A 1ª cidade da nossa região, Bragança aparece em 52º lugar, a 2ª, Mirandela, no 138º e Vila Real em 45º.

Será que é isto que se pretende para o País?


tags: ,
publicado por opinantes às 05:57
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010

Triste Fado desta República

Interessante artigo In golpedeestado.blogs.sapo.pt,

"...Por outras palavras, temos um estado social de ricos (qual país nórdico), gastamos como novos ricos (qual Brasil), endividamo-nos como se tivessemos país ricos (a Alemanha?), cobramos impostos como só o Estado importasse (qual império Romano..que é dele hoje?), trabalhamos e reclamamos como se todos nos devessem e ainda exigimos aumentos salariais, espante-se, como se produzissemos como máquinas (qual China...)."

...

"-....Ja sei, estamos à espera que ou a UE ou o FMI nos imponha as medidas dificeis, e assim os nossos brilhantes políticos possam escudar-se nesse brilhante argumento: "não fui eu! Foram os maus dos capitalistas e centralistas/federalistas!"...

 

tags:
publicado por opinantes às 23:39
link do post | comentar | favorito

PSD Mirandela à beira de ataque de nervos??!!

 

Na cadeira de barbeiro, foi-nos dito que as últimas eleições para órgãos do PSD colocaram em pé de guerra várias facções da concelhia de Mirandela. Diz-se dentro deste partido, que todos os elementos agregados pelo anterior Presidente da concelhia de Mirandela, José Silvano, foram, ou colocados em planos secundários ou mesmo varridos dos cargos. Estão neste último caso o Dr. Pavão, presidente da  Assembleia Muncipal, o  Dr. Maçaira, Vereador da Câmara Municipal e Amândio Pires, adjunto do Presidente Dr. José Silvano.

Pela informação que obtivemos, eles pertenciam à Assembleia Distrital anterior e nas eleições que decorreram dia 16 de Janeiro, não fizeram parte de nenhuma lista, logo não foram eleitos para nenhum orgão.

Quererá isto dizer que foi realmente iniciado um corte com o passado?

Se é verdade o que nos dizem, só podemos concluir que foi iniciado um corte sim, mas com um dos passados.

Segredaram-nos também, que quem elaborou as listas concelhias e fez os contactos necessários, foi o 1º vice-presidente e não o presidente da concelhia. Neste caso o Dr. Manuel Rodrigues(Tadeu).

Eh…Eh... Eh...Se for assim, pagamos para ver o que aí vem.

Está bonito, está!!! Eh…Eh... Eh...

 

tags: ,
publicado por opinantes às 05:05
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito

.últ. comentários

Yessssssssss
Venho a expor que o clube não vale o que muita gen...
Ouve lá!!!! Aonde tens andando!!!!Já não é como e...
Porque será que os nossos amigos eruditas do litor...
Não vou comentar esta monstruosidade. Todavia não ...
Bom... que dizer disto!?!?!?É complicado ser suave...
Nõ podia estar mais de acordo com o Pedopsiquitra ...
PSP conclui que Leandro não se queria matarO perf...
Concordo em absoluto. Ainda há portugueses que se ...
"José Sócrates volta a negar aumento de impostos"H...

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Cavaco defende programa d...

. Ideias para termos futuro

. As rotundas tipo "Mini", ...

. Incompatibilidade de Júli...

. Todos pela Liberdade

. Júlia Rodrigues a mais co...

. OE 2010: Bragança é a reg...

. O PSD e a Lei das finança...

. Triste Fado desta Repúbli...

. PSD Mirandela à beira de ...

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

.tags

. todas as tags

.links

.mais comentados